Transporte de mercadorias – Cinco riscos que podem afetar as suas cargas

Um grande desafio enfrentado pelas empresas brasileiras atualmente é o do setor de logística e transporte. A cada dia a atividade de transporte de carga torna-se ainda mais complexa e, principalmente, perigosa. Muitos são os riscos enfrentados por esse setor, e os impactos trazidos por esses riscos podem afetar de maneira irreversível o faturamento das empresas e dos interessados nas cargas.  

Até chegar ao seu destino final, uma carga, seja ela o produto final para um cliente ou a matéria-prima para fazê-lo, está sujeita a uma série de ocorrências que podem interferir na entrega desta em perfeito estado até o seu destino final. E o que uma empresa pode fazer para estar precavida e minimizar o impacto dessas possibilidades? 

Este artigo elucida cinco dos principais riscos enfrentados no deslocamento de mercadorias e mostra como proteger sua empresa desses impactos. 

1 – Condições precárias nas estradas 

No Brasil, cerca de 60% das cargas são transportadas em rodovias. Entretanto, devido ao baixo investimento do poder público na melhoria da malha rodoviária, esse material está à mercê de deficiências, como a precariedade da infraestrutura, falhas na pavimentação, sinalização ruim, baixa iluminação, má qualidade das estradas, entre outros problemas. 

Logo, esses fatores geram riscos no percurso dos materiais transportados, podendo provocar acidentes que acarretem em alguma instância o comprometimento da carga, podendo gerar, inclusive, a perda total da mesma, causando, consequentemente, um grande prejuízo financeiro para as organizações interessadas. 

2 – Roubo de carga 

Outro problema constantemente presente no dia a dia de quem lida com transportes de mercadorias é o roubo de cargas. Infelizmente, os ataques de quadrilhas especializadas vêm aumentando a cada ano no Brasil, gerando altos prejuízos ao patrimônio de empresas e seus clientes, além de colocar em risco a vida dos motoristas e colaboradores que são responsáveis pelo transporte daquela mercadoria.  

3 – Atrasos na entrega 

Apesar de não ser um risco coberto no seguro de transportes, o tempo de entrega é um fator crucial para o setor de transportes de mercadorias. O cumprimento pontual dos prazos previamente determinados é algo necessário para evitar desgaste entre as partes interessadas e principalmente para não prejudicar a qualidade da carga envolvida. Se estivermos falando, por exemplo, do transporte de produtos alimentícios ou com prazo de validade reduzido, o atraso nessa entrega pode comprometer por completo a qualidade e até mesmo a utilidade do material transportado.  

Os atrasos estão relacionados à ineficiência na execução das atividades e, por conta deles, maiores custos são ocasionados, sem contar os problemas judiciais que envolvem o Código de Defesa do Consumidor e a quebra de confiança do cliente. 

É válido destacar que atrasos no setor de transporte têm diferentes motivações, como, por exemplo: equipamento/maquinário antigo, precariedade da malha rodoviária, gestão operacional ineficiente, trânsito ruim, péssimas condições nas estradas, ausência de plano de gerenciamento de riscos, entre outros fatores.

4 – Falta de planejamento operacional e estratégico  

Todo e qualquer processo que envolve logística se inicia pelo planejamento, e este precisa considerar os diferentes infortúnios a que a carga está sujeita, tendo nos planos, inclusive, as ações a serem feitas em caso dessas ocorrências. Recomenda-se que seja estabelecido como será realizada a distribuição; onde serão efetuadas as cargas e descargas; qual veículo será solicitado, considerando os produtos que serão transportados; e quais são as ações preventivas indicadas para que cada problema não ocorra. 

5 – Má qualidade da frota em circulação

Dentre os grandes problemas de logística enfrentados no Brasil hoje, é possível destacar a frota de veículos responsável pelo transporte de cargas, em decorrência principalmente da ingerência dos organismos legisladores. 

Hoje o país enfrenta um sério problema de desatualização dos veículos que estão nas estradas fazendo entregas, é comum observar caminhões em circulação com mais de quinze anos. Isso ocasiona uma série de outras dificuldades ligadas à insegurança nas estradas e à ineficácia no cumprimento dos prazos de entrega.

Esse é um fator que aumenta o risco de acidentes nas estradas, sem contar a maior possibilidade de atrasos e assaltos. 

Tendo uma visão mais clara a respeito dos riscos que o setor de transporte está sujeito, é válido entender também as ações mais indicadas para que as empresas estejam precavidas e amparadas na ocorrência desses males. 

Mas como estar amparado em relação aos riscos do setor de transporte?

Existem ações que podem minimizar os riscos apresentados, contudo a empresa ainda segue à mercê dos mesmos, é impossível que uma organização esteja 100% protegida e imune a esses casos. Porém, é importante que toda e qualquer empresa tenha um planejamento estratégico que considere tanto a gestão do risco, como o gerenciamento de riscos para o transporte de cargas e que nesse gerenciamento ela considere um Seguro de Transportes. 

O Seguro de Transportes da Austral Seguradora é a proteção contra possíveis prejuízos obtidos por conta de eventuais riscos apresentados aos bens segurados durante o percurso do transporte em viagens terrestres, aquaviárias ou até mesmo aéreas. Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco e faça uma cotação personalizada para atender melhor às suas demandas específicas.